tendências na armazenagem

Como gerir tendências na armazenagem logística?

O que é armazenagem?

Armazenagem é o ato de armazenar mercadorias que serão vendidas ou distribuídas posteriormente. Embora um pequeno negócio baseado em casa possa ter o armazenamento de produtos em um quarto de hóspedes, porão ou garagem, as grandes empresas normalmente possuem ou alugam espaço em um prédio especificamente projetado para armazenamento.

Armazém vs. Centro de Distribuição

Você pode ouvir “armazém” e “centro de distribuição” usados ​​de forma intercambiável, mas tecnicamente, um armazém fornece nada mais do que armazenamento. Um centro de distribuição, por outro lado, armazena o produto, mas também atende aos pedidos.

Elementos de armazenamento

Além do atendimento de pedidos, os armazéns usam elementos específicos que ajudam os fabricantes, distribuidores e varejistas a monitorar o estoque e armazená-lo com segurança. Uma visão geral dos elementos básicos inclui:

  • Prateleiras e sistemas de rack que oferecem capacidade máxima de armazenamento e fácil acesso ao produto.
  • Um sistema de controle climático para o produto que está sendo armazenado. Isto é particularmente importante para produtos congelados ou que requerem refrigeração, incluindo certos produtos farmacêuticos ou de laboratório, e outros que se degradam se forem expostos a muito calor.
  • Software de controle de inventário que informa ao proprietário do produto – que não é necessariamente o proprietário do prédio – onde todas as unidades individuais estão no sistema todo o tempo.
  • Equipamentos que podem mover produtos do ponto A para o ponto B – empilhadeiras, porta-paletes, caixas que armazenam produtos para pedidos e correias transportadoras, por exemplo.
  • Envio de suprimentos para atendimento de pedidos.
  • Pessoas que carregam produtos em um depósito e outros (“catadores”) que preenchem pedidos em um verdadeiro centro de distribuição, além daqueles que gerenciam a instalação e a operação.
  • Segurança para proteger produtos armazenados.
  • Acesso a transporte econômico para trazer produtos ou retirá-los quando os pedidos são atendidos. Isso geralmente significa fácil acesso a estradas interestaduais, linhas ferroviárias ou aeroportos.

O negócio de armazenagem

A armazenagem e tudo o que a acompanha faz parte de uma indústria sofisticada conhecida como gerenciamento de logística. Logística inclui compras, gerenciamento de estoque e distribuição. Ela se enquadra no âmbito da cadeia de fornecimento, que também inclui desenvolvimento de produtos, marketing, vendas e outras disciplinas relacionadas a produtos.

O que é a logística de armazenagem?

Para definir a logística de armazenagem, devemos primeiro entender o significado da logística em si. Nos termos mais simples possíveis, a logística pode ser definida como o planejamento detalhado, organização, gerenciamento e implementação de operações complexas . Em muitos setores, incluindo armazenagem, a logística também se estende ao fluxo de bens físicos e informações.
A logística de depósito, portanto, abrange todos os fatores complexos e variados – organização, movimentação e gerenciamento – envolvidos no armazenamento. Isso inclui o fluxo do inventário físico, bem como o de mercadorias mais abstratas, incluindo informações e tempo.

A logística de armazenagem também pode se estender a qualquer coisa, desde o controle de pragas do armazém, ao manuseio de mercadorias danificadas, às políticas de segurança, à gestão de recursos humanos e ao retorno dos clientes. Em outras palavras, a logística do depósito envolve todas as políticas, procedimentos e ferramentas organizacionais necessárias para manter as operações do depósito funcionando sem problemas.

Quais os Desafios da Logística de Armazenagem?

Os desafios comuns de logística de armazém giram em torno da organização: em termos simples, como você pode obter controle detalhado sobre algo tão grande quanto um depósito?

Você deve ser capaz de identificar a localização exata de um item específico do inventário, o palete que transportou um item alimentar supostamente expirado ou o caminhão que enviou um item danificado durante o transporte. Esses controles são fundamentais para suavizar as operações e as receitas saudáveis ​​e, no entanto, sem ferramentas especializadas, eles são quase impossíveis de alcançar.

Os desafios do depósito são ainda mais profundos do que essas preocupações imediatas, estendendo-se ao gerenciamento de estoquesgerenciamento da cadeia de suprimentoscontroles de custos , recursos humanos , gerenciamento de riscos e segurança , entre outros fatores. Então, como você pode conseguir flexibilidade suficiente para se manter competitivo, enquanto mantém ofertas adequadas para agradar os clientes, enquanto ainda exerce controles suficientes para proteger suas receitas? Estas são as questões que os armazéns enfrentam atualmente.

Como melhorar a logística de armazém

É indiscutível: os gerentes de depósito têm muito pratos para equilibrar. Felizmente, também tem ferramentas incrivelmente úteis e incrivelmente poderosas para ajudá-lo a atender às necessidades de seu depósito, às exigências de seus funcionários e às expectativas de seus clientes.

Sistemas avançados de gerenciamento de armazéns (WMS) oferecem a você uma visão em tempo real do seu depósito e o equipam – e a todos os seus funcionários – com as ferramentas necessárias para gerenciar seu armazém com eficiência, eficiência e lucratividade.

De fato, um WMS não é apenas uma maneira segura de melhorar a logística de armazenamento, mas também é uma necessidade no armazenamento de hoje. Mais do que um sistema de controle de estoque, os sistemas de gerenciamento de armazém assumem o controle de toda a logística do depósito, desde o controle e gerenciamento de estoque até o atendimento do pedido. Atualmente, muitos WMS incorporam ferramentas móveis, para que seus gerentes e funcionários de depósito possam consultar o sistema em trânsito, via smartphone.

O WMS abrangente também combina ferramentas tradicionais de gerenciamento com sistemas de controle de armazém (WCS) para criar uma sinergia de todo o armazém para melhorar sua logística geral, desde o recebimento do estoque até o envio.

Quais os Benefícios da Logística Armazenagem?

O benefício da logística de armazém controlada é simples – aumento de receita .

Pense da seguinte maneira: quando as operações do depósito funcionam sem problemas, o estoque é devidamente contabilizado, o item certo é enviado na hora certa, o estoque é reabastecido quando necessário, ocorrem menos erros de picking e todas as pessoas, processos e sistemas no lugar como deveriam, o seu armazém opera de forma mais eficiente. Há menos erros e menos problemas, e isso significa receita maximizada.

Quando você implementa um WMS sólido para controlar sua logística de armazém, você:

  • Garanta contagens de inventário precisas e em tempo real: saiba quanto estoque você tem e sua localização específica em seu depósito.
  • Diminuir retornos: uma olhada precisa no seu inventário significa enviar o item certo pela primeira vez.
  • Reabastecimento automático de estoque: não espere até que você esteja fora (ou quase fora) de estoque para pedir mais; deixe seu WMS reabastecer automaticamente o estoque quando os níveis de estoque ficarem baixos.
  • Maximize o espaço do warehouse: Alguns WMS automatizam as rotinas do warehouse (ex .: rotação e picking de estoque), o que significa que você precisará de menos espaço para os trabalhadores, o que significa maximizar o espaço do depósito para armazenar mais estoque.

Outros benefícios do WMS se estendem ao melhor planejamento de demanda, melhor visibilidade e transparência, rastreabilidade de estoque, menos erros de picking, processos otimizados, alocação eficiente de mão-de-obra e melhor atendimento ao cliente – fatores que se resumem a despesas operacionais reduzidas e mais receita.

Considerações sobre depósitos influenciam a logística do depósito

Sem dúvida, um WMS capaz pode transformar suas operações e otimizar a logística. Mas uma ferramenta de software, por mais poderosa que seja, só pode ir tão longe quanto erro humano. Nas configurações da vida real, as considerações sobre o depósito influenciam muito sua logística.

Seus gerentes de depósito e, até certo ponto, todos os funcionários envolvidos devem ser bem treinados no uso de seu equipamento e WMS. Seu transporte, a 3PL e os contratados e fornecedores relacionados devem coordenar seus esforços de logística. Quaisquer alterações em seu armazenamento – novo racking, organização atualizada, etc. – devem ser contabilizadas no sistema ou problemas serão rapidamente manifestados .

Logística de armazém não é estática . Eles mudam com suas necessidades físicas, seu inventário, seus funcionários e quaisquer outros fatores que eles governam. No final, enquanto você pode implementar ferramentas e procedimentos para ajudar a governar e controlar a logística do armazém, as operações suaves dependem da vigilância , do treinamento adequado e das políticas em evolução.

Nos últimos anos, muitos profissionais previram a morte da armazenagem devido ao surgimento de técnicas como o just-in-time (JIT), resposta rápida (QR), resposta eficiente ao consumidor (ECR), entrega direta nas lojas e práticas de distribuição de fluxo contínuo. Temas comuns fizeram com que alguns indivíduos desinformados imaginassem um mundo sem depósitos, operações de montagem, atacadistas, fornecedores e centros de distribuição (CDs).

No mundo real, a armazenagem ainda conecta fornecedores aos clientes e vice-versa. As forças de mercado direcionarão os centros de distribuição para a melhoria contínua e eles permanecerão vitais na realização da síntese da cadeia de abastecimento. Entretanto, é preciso dar importância às seguintes tendências para ter sucesso:

1. Focar-se o cliente

A satisfação do cliente é prioridade a outras tendências nesta lista. As empresas de sucesso continuarão a conversar e a ouvir seus clientes. Elas compreendem que os CDs precisam agregar valor – disponibilizando e entregando o produto certo, no momento certo e na forma certa. As empresas de sucesso desenvolverão verdadeiras parcerias com fornecedores e clientes, se beneficiando do compartilhamento das informações, planejamento conjunto e contratos “ganha–ganha”. Os armazéns eficientes e responsivos serão os eixos que mantêm essas operações unidas.

2. Compressão das operações e do tempo

As empresas que prestam pouca atenção à satisfação do cliente cometerão falhas. Os centros de distribuição diminuirão em número, mas a massa individual de cada um continuará crescendo. Devido à consolidação, haverá CDs maiores e com mais pedidos para processar diariamente. A tendência é de expedições mais freqüentes e mais atividade no recebimento, guarda e separação, aumentando a demanda nos sistemas de movimentação de materiais. Esta tendência afetará equipamentos, tais como empilhadeiras e transportadores contínuos, etc.

3. Fluxo contínuo

O foco estará em puxar o produto através da cadeia de abastecimento e evitar inventários imensos. O que costumava ser separado e expedido mensalmente ou trimestralmente, agora será processado semanalmente ou até mesmo quinzenalmente. O processamento diário está se tornando rapidamente o padrão. O fluxo de informações está se acelerando para acompanhar o fluxo de materiais. Os sistemas de informações on-line e em “tempo real” estão substituindo os sistemas em lote. Na era da informação, a armazenagem pode testemunhar sua maior mudança no fluxo de dados. Você está pronto para o futuro?

4. “Cross-docking”

Antes de estocar no armazém, os distribuidores tipicamente utilizam “cross-docking” para atender a um pedido pendente com o produto recebido. O armazém sinaliza o recebimento de um pedido pendente. Quando o produto chega, o armazém sabe reconhecer o pedido pendente e alocar o produto necessário. No futuro, um número menor de armazéns estará movimentando mais pedidos e transformará a maioria dos CDs em operações “cross-docking”.

5. Transações eletrônicas

Os profissionais do armazém consideram o controle de entrada e saída de produtos em um armazém – desde o recebimento até a guarda e separação de pedidos até a expedição – a função mais crítica de suas operações.

O acompanhamento utiliza a maioria dos recursos que não agregam valor, enquanto o processo permanece propenso a erros. Implementar o armazém sem papel pode simplificar e otimizar o acompanhamento.

Em princípio, o armazém sem papel implica no acompanhamento eletrônico de toda movimentação, eliminando os erros tradicionais associados ao reconhecimento de produtos, confirmação de locais, entrada de dados e acuracidade da separação.

Os dados eletrônicos aumentarão as capacidades de acompanhamento e reduzirão os requisitos gerais de mão-de-obra e treinamento. Os sistemas eletrônicos de controle podem eliminar atrasos secundários de entrada de dados, atualizar inventário e disponibilizar produto, quando necessário.

Estes sistemas podem também alocar estoques para separar ou colocar os itens em locais de estocagem a granel imediatamente após a confirmação do recebimento. Por meio do uso dos terminais de radiofreqüência (RF) ou lote “wireless” (sem fio), sistemas de codificação em barras e separação por luz e/ou unidades de separação totalmente automatizadas, podem direcionar os locais de estoque ou contagem de ciclo de inventário e reabastecimento de local de separação antecipada.

As transações eletrônicas entre empresas também podem proporcionar benefícios imensos. E as transações eletrônicas, internas e externas, estão se tornando rapidamente mais uma necessidade do que uma opção. Baixe nossa planilha de cálculo de armazenagem gratuitamente.

6. Armazenagem customizada

As empresas que não preparam seus armazéns para as solicitações de embalagem individual de seus clientes perderão somas milionárias. Serviços customizados, os quais estão redefinindo a armazenagem, incluem qualquer realce na embalagem, montagem ou serviço ao produto. Aqui estão os serviços customizados essenciais à armazenagem de sucesso: produtos genéricos customizados no armazém (embalagem sob demanda); etiquetagem e ensacamento; proteção e paletização. O armazém continuará a evoluir para um “centro de satisfação do cliente”.

7. Armazenagem terceirizada

Até então, as empresas que retornam às suas competências essenciais ou que se recusaram a construir mais espaço para armazenar inventário em períodos de pico, geraram o aumento da armazenagem terceirizada. No futuro, é preciso procurar por mais empresas de pequeno e médio portes para utilizar armazenagem terceirizada, impulsionando capital e aumentando os níveis de serviço. Apesar das vantagens da armazenagem terceirizada, entretanto, alguns produtos e organizações simplesmente não são compatíveis com esta prática.

8. Redução do tamanho dos pedidos

Muitos fatores estão reduzindo os tamanhos e acelerando a freqüência do recebimento dos pedidos: maior disponibilidade de informações, melhor tecnologia, programas de estoque gerenciado pelo fornecedor (VMI) e a eliminação dos armazéns do varejo – para não mencionar programas de abastecimento direto para a loja e direto para o cliente. As expedições de paletes mistos aumentarão. Mudanças recentes são somente o primeiro passo na explosão de informações que ocorrerá. A capacidade de expedir pedidos de qualquer tamanho é mais do que um desafio para algumas empresas: é o futuro.

9. Automação do armazém

Os armazéns precisarão aumentar a automação, e não adicionar mão-de-obra, para movimentar volumes enormes de trabalho. Por exemplo, mais transportadores contínuos precisarão movimentar pequenas caixas e paletes em longas distâncias, bem como abastecer a estação de reembalagem apropriada ou doca de carregamento.

Equipamentos de separação automatizados melhorarão a capacidade de “throughput” sem exigir espaço adicional.

A automação continuará a substituir o ser humano na elevação e na movimentação de produtos de valor não agregado e em áreas de acesso limitado. Entretanto, a força de trabalho humano ainda precisará complementar a automação. Os computadores operam de forma lógica e se adaptam às mudanças predefinidas, mas somente a mente humana pode programá-los e configurá-los.

10. Fator humano

O maior uso da automação significa que os operadores precisam continuar a melhorar dramaticamente suas aptidões técnicas, especialmente as aptidões de uso da tecnologia. Para melhorar a qualidade e a educação da força de trabalho, as empresas precisam reter seus melhores operadores, treiná-los em novas tecnologias e em múltiplas disciplinas em todas as funções do armazém.

Em última análise, entretanto, o sucesso de um armazém ou de qualquer outra operação depende de seus líderes. O modelo de sucesso é o líder que treina e orienta, além de visualizar para onde a organização seguirá. O líder pode fazer eclodir o melhor nos funcionários, permitindo-lhes assumir a responsabilidade por suas próprias ações.

Conclusão

Como se pode verificar, os armazéns precisam de um foco na satisfação do cliente, fluxo contínuo, transações eletrônicas, automação e todas as demais ferramentas para melhorar o total das operações. Contudo, o sucesso máximo de um CD realmente depende da força de trabalho de qualidade, inspirada por líderes competentes e de visão.

Você pode gostar também...

Posts Populares

1 Comment

  1. […] tudo isso, você pode calcular o custo de armazenamento para cada cliente baseando-se não apenas nas despesas operacionais do negócio, mas também no […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *