Você entende tudo sobre romaneio de cargas?

Você entende tudo sobre romaneio de carga?

Você já ouviu falar em romaneio de carga? Este documento pode fazer toda a diferença na segurança e na agilidade do transporte de itens. Apesar de não ser obrigatório em todas as situações, vamos mostrar o motivo pelo qual investir no recurso transformará a sua rotina de entregas. Pronto para descobrir?

O que é romaneio de carga?

Romaneio de carga nada mais é que um documento que apresenta os dados dos produtos que uma transportadora colocará em trânsito. Várias informações sobre a entrega devem aparecer, tais quais: Conhecimento de Transporte eletrônico (CTe), peso, quantidade, remetente, destinatário, origem, valor da nota fiscal e do frete.

Na maioria dos casos, a transportadora usa o documento como um checklist. Afinal, basta que os profissionais responsáveis recorram a ele para fazer a conferência da carga no embarque e no desembarque. Assim, as entregas ficam mais fáceis e seguras. Da mesma forma, em caso de fiscalização, o registro da carga ajuda muito as autoridades a fazer a vistoria. É função das empresas sérias facilitar esse trabalho. 

Cabe ressaltar que o romaneio de carga não substitui outros documentos fiscais (como o DACTe, o Documento Auxiliar do Conhecimento de Transporte Eletrônico), uma vez que cada um cumpre a sua função específica. Ele também só é obrigatório em duas situações: quando a carga for perigosa, como combustíveis, ou quando o veículo cruzar uma fronteira internacional. Nesses casos, a falta do comprovante pode gerar multa de R$500.

Por que o romaneio de carga é vantajoso?

Apesar de, na maioria dos casos, a emissão da declaração ser opcional à transportadora, seu porte traz mais segurança, confiabilidade, facilidade e agilidade ao transporte de produtos. O romaneio de carga possibilita que os clientes tenham mais acesso à informação, de forma clara, permitindo, inclusive, o rastreamento dos itens. Outra questão é que, após a entrega, a conferência dos pedidos acontece de forma infinitamente mais rápida junto aos comprovantes assinados pelos contratantes do serviço de transporte.

Não podemos esquecer que os motoristas também são beneficiados. Uma vez que eles são os responsáveis pelas mercadorias em trânsito, a prestação de contas, quando auxiliada pelo romaneio de carga, acontece de maneira precisa e segura. 

Por fim, destacamos o papel do comprovante no gerenciamento de riscos do transporte. Sabemos que os produtos em trânsito estão sujeitos a determinadas condições desfavoráveis como roubos, avarias e extravios. Nesses casos, a seguradora pode solicitar o romaneio de carga para avaliação e indenização. 

Como o romaneio de carga é emitido?

Como já falamos, qualquer transportadora pode optar pela emissão do documento. Inclusive, isso é altamente recomendado. O gestor ou outro profissional da área logística, geralmente, assume o papel de gerar o comprovante, auxiliado por softwares ou outros recursos tecnológicos. Não existe um modelo oficial a ser seguido. Por outro lado, existem informações que não podem ser ignoradas. Entre elas, separamos as principais:

  • Dados do caminhão e do motorista;
  • Nota fiscal;
  • Informação do CTe;
  • Destinatário e remetente;
  • Ponto de partida e de entrega;
  • Peso, peso cubado e volume da carga;
  • Preço da nota fiscal e do frete;
  • Total das entregas.

Agora que você já sabe tudo sobre o romaneio de carga, que tal incluir o documento em sua rotina de trabalho? Aproveite também e dê uma atenção especial aos seus veículos. Temos uma máxima que sem controle sobre eles, não há como crescer e aumentar os lucros. Baixe a nossa planilha completa sobre gestão de frotas!

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.